Cena do filme Missão Impossível Efeito Fallout em que Etthan escala um penhasco
Compartilhar no WhatsApp

Como a adrenalina pode afetar a sua vida

Colunas

Adrenalina é coisa de cinema. E o que é mesmo adrenalina? Há pelo ou menos dois sentidos para o termo. O primeiro remete ao estado hormonal de alguém, que funciona com hormônios secretados por meio da medula das glândulas suprarrenais e é importante para o organismo humano em várias áreas, como, relaxar a musculatura, interpretar estímulos externos etc. Já o segundo sentido está ligado à disposição física do corpo humano, ou seja, proporciona mais força e energia para a realização de diversas atividades do dia a dia. Mas o que adrenalina tem a ver com cinema?

É notório que o filme do momento é nada mais, nada menos que “Missão impossível 6 – Efeito Fallout”, produzido e interpretado pelo icônico galã Tom Cruise. E é claro que é impossível não pensar em um filme de ação sem adrenalina em todos os sentidos. O novo filme da série promete muita ação, muita rapidez e muita adrenalina. E como será que Tom Cruise se comportará neste novo filme, já que é bem grande o intervalo de tempo entre o primeiro filme da saga e o recém-lançado (22 anos).

O longa conta a história de Ethan Hunt, o agente ideal para missões consideradas impossíveis. Após uma missão não dar certo, o agente e a sua equipe correm contra o relógio para tentar “reverter” a situação. Com um elenco de primeira, o filme dirigido pelo norte-americano Christopher McQuarrie, promete ser pura adrenalina em apenas 148 minutos.

E ainda falando em adrenalina, não nos esqueçamos de outro filme do ator que também é pura adrenalina. “Vanilla Sky” (2001), interpretado por ele junto às belas atrizes Cameron Diaz e Penélope Cruz, é um daqueles filmes que mexe até com os sonhos dos telespectadores. Mexe com os sonhos porque nele Tom Cruise decide comprar o ”sonho lúcido” da empresa para fugir da sua realidade, mas a cada ação que ele toma na vida “lúcida” que ele leva, uma contra ação acontece até que os “efeitos colaterais” surjam e seja necessária a ajuda de um suporte técnico para ajudar o protagonista a entender o que está acontecendo com ele e evitar um surto psicótico.

Sem mais spoilers, fica a dica de dois filmes para o fim de semana, um em casa e outro no cinema. Duas opções para quem quer refletir sobre o impacto da adrenalina no dia a dia. Será que ela pode afetar a vida humana apenas positivamente? Ou será que ela pode afetar também negativamente?

Assim como qualquer outro sentimento ou sensação, adrenalina em excesso pode ser prejudicial à saúde, conforme algumas pesquisas. Mas ela também é um ótimo remédio para a felicidade, melhora o humor, a disposição, entre outros. Enfim, equilíbrio sempre é a melhor escolha.

 

Texto de Michele Souza









Gostou deste conteúdo?


Preencha seu Nome e E-mail abaixo para receber mais novidades do site

     




     

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.