Multiverso ou quem é você?
Compartilhar no WhatsApp

Multiverso ou quem é você?

Colunas, Notícia

“Com grandes poderes, vêm grandes responsabilidades”, repete Miles Morales, garoto negro do Brooklyn.

 

O que o filme “Homem-aranha no aranhaverso” (2019) pode nos ensinar sobre identidade? Quando a gente pensa em identidade a gente pensa logo em imagem. Mas será que imagem tem a ver apenas com imagem exterior? O filme que estreou dia 10 de Janeiro no Brasil é uma animação da Sony em parceria com a Marvel. A animação mistura diversos universos, dimensões e identidade dos personagens, uma marca já registrada da Marvel. Sem contar que até uma personalidade ilustre aparece no filme. Sim, ele mesmo, Stan Lee, em uma de suas muitas versões. Os fãs agradecem.

Um universo onde heróis usam máscara para se proteger ou como diria Batman, em “Batman: o cavaleiro das trevas ressurge” (2012), “a máscara não é para te proteger, é para proteger quem você ama”, nós até entendemos, uma identidade “normal” para a sociedade, uma identidade secreta para agir sem se identificar e não colocar em perigo quem você ama.

Mas universos paralelos, diversas dimensões, várias personalidades de um mesmo herói é no mínimo muito estranho.

E essa é a temática do filme, fazer com que (re)pensemos quem nós somos. Ou melhor, será que já nos encontramos com o nosso propósito de vida? Será que em nosso cotidiano estamos apenas representando arquétipos ou somos quem realmente gostaríamos de ser? Essas perguntas devem ser feitas diariamente como exercício de autoconhecimento, mas podem ser mais analisadas quando pensamos no garoto Miles Morales.

 

As versões do Homem Aranha

O filme começa com a apresentação básica do já conhecido Peter Parker, mas Miles Morales rouba a cena logo após ser picado por uma aranha radioativa. O garoto negro do Brooklyn torna-se o novo Homem-Aranha, após ver Peter Parker morrer tentando impedir o Rei do crime de finalizar seu plano de mexer nas dimensões e no tempo com um acelerador de partículas. Porém, em uma visita ao túmulo de Peter Parker, o garoto encontra o herói vivo e fora de forma. O enredo vai desenrolando-se e Miles descobre que é também um homem aranha e mais ainda, que existem outras versões do Homem-Aranha, em diversas dimensões espalhadas pelo universo.

 

Multiverso ou quem é você?

Essencialismo

Miles não gosta de morar no Brooklyn, quer ser um garoto descolado, tem dificuldades em fazer amizades e se inserir nos grupos da escola, quer fazer desenhos artísticos nas paredes das casas igual seu tio, que não gosta de muito de cumprir regras, e que ele descobre mais tarde ser o vilão Gatuno. Diante disso tudo, seu lema é: “sem expectativas”.

Entretanto, Miles muda a sua visão de mundo ao encontrar diversas versões de si mesmo, e descobrir que cada pessoa contém em si um universo. Ele aprende a refletir sobre o seu comportamento, revê prioridades, encontra o seu propósito de vida, vence seus medos, passa a ter orgulho de quem ele é, e principalmente, aprende o significado do “com grandes poderes, vêm grandes responsabilidades”.

Aprende também com o seu verso, Peter Parker que mais importante do que manter uma personalidade que não combina com você, é ter convicção para obedecer a lei do “seja você mesmo”.

 

Quem é você?

 

 

Por Michele Souza

 

 

Saiba mais sobre o filme Homem-Aranha no AranhaVerso , clique aqui!

 


Faça parte de nossas redes sociais!

Instagram: https://www.instagram.com/cinegoiania/
Facebook: https://www.facebook.com/cinegoiania/
Twitter: https://twitter.com/cinegoiania/
Youtube: https://www.youtube.com/ch…EtWiykFA









Gostou deste conteúdo?


Preencha seu Nome e E-mail abaixo para receber mais novidades do site

     




     

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.