Liga da Justiça – O Legado de Zack Snyder
Compartilhar no WhatsApp

Liga da Justiça – O Legado de Zack Snyder

Colunas, Notícia

Liga da Justiça – O Legado de Zack Snyder

A última década do cinema trouxe a vida personagens e histórias que antes só eram possíveis em  livros e gibis, e a saga dos super-heróis foi a mais prestigiada, estúdios e profissionais competentes, milhões  de dólares investidos para o deleite e o delírio dos nerds e fãs da cultura pop. E nesse meio um nome se  destacou pelo seu carisma, identidade e uma visão madura e soturna sobre heróis e vilões, Zack Snyder (  Watchmen / 300) nunca teve medo de ousar e imprimir sua identidade em seus projetos e junto com os  estúdios da Warner ficou a frente de um projeto ousado, trazer para o cinema verdadeiros deuses da cultura  pop numa espécie de corrida do ouro, onde o principal concorrente era uma outra famosa trupe de heróis de  um distinto selo chamado Marvel Comics, uma briga que só trouxe coisa boa para os fãs de ambos os  universos.

Do Apogeu ao Declínio 

Com uma visão particular e uma predileção por cenas violentas e muito sangue, Snyder fez carreira  adaptando títulos de renomados nomes dos quadrinhos e histórias de fantasia voltadas para um público  maduro, como Frank Miller (300) Alan Moore (Watchmen) e Geoge Romero (Madrugada dos Mortos).  Dirigia, produzia e escrevia e encantava fãs a cada novo projeto, mas com a crescente briga pela atenção de  fãs em um gênero difuso e diverso, as cobranças e desafios aumentavam, a pressão e os ajustes das  produtoras e estúdios para “envelopar” fórmulas de sucesso e receitas milionárias fizeram com que as  diferenças criativas pesassem quando as bilheterias fracassavam. As críticas e o hate de fãs mais  empolgados pressionaram Snyder a decisões difíceis e aos poucos seus projetos minguavam e a expectativa dos estúdios também.

Depois da Queda o Coice 

Com a concorrência no encalço e uma pressão esmagadora Snyder entregava aquele que seria o  desfecho da saga dos heróis da DC no cinema, em meio a um turbilhão de incertezas, medo, e problemas  pessoais, os estúdios rejeitaram o corte final do primeiro filme da Liga da Justiça, sobre o pretexto do viés sombrio e realista que na opinião dos investidores afastava um boa parte do público, Snyder abandonou o projeto, e a Warner foi atrás daquele que teria sido o divisor de águas no cinema de super-heróis, Joss  Whedon (Vingadores / Vingadores a Era de Ultron) que aproveitou quase tudo que Snyder havia entregue e  teceu uma verdadeira “colcha de retalhos” que resultou num projeto sem alma, desconexo e apressado. O  resultado não poderia ser outro, desastre total.

Os Fãs Pediram e a Warner Atendeu – O Legado de Zack Snyder

Liga da Justiça – O Legado de Zack Snyder
Uma mobilização gigantesca foi promovida pela liberação do Snyder Cut, estações de metrô, fachadas e até ponto de ônibus serviram para mandar o recado.

Depois do fiasco com a estreia do filme de 2017 uma verdadeira campanha de manifesto e apoio a  Snyder ganhou força na internet, fãs indignados com o destino dado aos heróis da DC movimentaram uma  grita geral que promoveu a hashtag #ReleaseTheSnyderCut (Liberem a versão do Snyder) mas não foi fácil,  e foram necessários quase 4 anos para que os estúdios finalmente negociassem com outra gigante do  entretenimento a HBO, até acontecer a compra e a liberação da tal aclamada versão do diretor de Liga da  Justiça.

4 Horas de Filme é Pouco (Os Fãs Querem Mais) 

Enfim a tão aguardada versão de a Liga da Justiça está entre nós, dividida em capítulos que mais  parecem uma minissérie, a história agora tem forma e conteúdo, com linhas de diálogos que proporcionam  um entendimento e uma real dimensão da proposta original, mudanças significativas, uma trilha sonora que  empolga e o desenvolvimento de personagens que antes pareciam meros figurantes, um final que deixa  inúmeras possibilidades para possíveis continuações, e um frisson que agora instiga ainda mais a vontade  dos fãs de verem uma continuação que feche o arco iniciado e conclua a batalha contra o dominador de  mundos Darkseid. Mas do que uma conquista a versão de Snyder deixa um legado e uma conquista para os  fãs, justiça e reconhecimento por todo o trabalho realizado.

Essa nova Liga da Justiça entregou de forma  honesta e merecida a visionária proposta do diretor que agora cresceu no conceito e na confiança dos fãs da DC Comics, que venham mais filmes, que venha um “Snyderverso” seja no streaming ou nas telonas esse é  o novo clamor dos apaixonados pelo jeito Snyder de fazer essas histórias.

 

 

Por Ricardo França

 

 


Veja Mais sobre Liga da Justiça – O Legado de Zack Snyder:

 


Faça parte de nossas redes sociais!

 

Instagram: https://www.instagram.com/cinegoiania/
Facebook: https://www.facebook.com/cinegoiania/
Twitter: https://twitter.com/cinegoiania/
Youtube: https://www.youtube.com/ch…tWiykFA

 









Gostou deste conteúdo?


Preencha seu Nome e E-mail abaixo para receber mais novidades do site

     




     

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.