O Dilema Das Redes – A Internet Nos Colocou Em Uma Prisão Sem Grades?
Compartilhar no WhatsApp

O Dilema Das Redes – A Internet Nos Colocou Em Uma Prisão Sem Grades?

Colunas, Netflix, Notícia

O Dilema Das Redes – A Internet Nos Colocou Em Uma Prisão Sem Grades?

Mais um importante e preocupante documentário da Netflix sobre os perigos que as redes sociais podem causar na vida de seus usuários de maneira individual e coletiva.

Não é a primeira vez que os próprios especialistas e desenvolvedores de softwares e tecnologias de comunicação dão o alerta, assim como no excelente Privacidade Hackeada (The Great Hack – 2019) também da plataforma, que alertou e trouxe denúncias graves de roubo e captura de dados de usuários para transformar em propaganda política e influenciar eleições no mundo todo, em O Dilema das Redes essa análise é mais profunda e individual, especialistas em tecnologia e em comportamento analisam o impacto que as redes trazem no psicológico do ser humano como uma espécie de dependente químico, que se nutre das reações e estímulos que a interação nas redes causam em nossa percepção, e o quanto isso pode, e tem sido danoso em nosso convívio social, e como tudo isso pode manipular e desestimular em especial jovens e adolescentes a buscar crescimento e interação nas relações reais.

Se Você Não Paga Pelo Produto, O Produto é Você.

Essa frase fica martelando na cabeça, e às vezes dá vontade de jogar o celular pela janela, e o mais intrigante de tudo é que mesmo tendo essa noção da realidade acabamos por ceder nosso tempo e atenção as inúmeras possibilidades de distração e interação que as redes sociais nos proporcionam. No passado as emissoras de TV dominavam os meios de comunicação, e os patrocinadores injetaram recursos para que seus produtos e serviços fossem mostrados no intervalo da novela e dos jornais, mas por serem muitos e o tempo caro demais, somente os gigantes do mercado tinham espaço garantido, hoje a internet possibilita uma infinidade de portas e espaços para que qualquer um possa aparecer, com isso o número de propaganda e marketing se tornou algo massivo, e as redes sociais um campo enorme para essa divulgação, então não se engane, quando você consegue se comunicar com qualquer um em qualquer lugar do mundo, e tem dezenas de aplicativos e atualizações que tornam sua vida mais fácil e divertida, tenha certeza que é o seu tempo e suas informações que pagam por tudo isso.

Cuidado Com as Suas Ações e Reações

O Dilema Das Redes – A Internet Nos Colocou Em Uma Prisão Sem Grades?
A internet também é espaço de socialização, e não ser aceito pode ser um problema.

 

Certamente o ponto alto desse documentário é o prejuízo psicológico que as redes sociais têm causado, números mostram que o número de suicídios aumentou 150% no mundo inteiro de 2011 até 2018 com o advento das redes, jovens e principalmente garotas de 12 a 16 anos, na luta pela padronização da estética e da aceitação social muitas jovens acabam sendo vítimas do cyberbullying que é uma forma de violência virtual que provoca distúrbios, levando essas jovens ao isolamento e a depressão. Um dos fenômenos que explica essa constante necessidade de aceitação nas redes são os muitos aplicativos e filtros como o Snapchat, que abusa do processo de “disformia” que possibilita manipular a aparência das fotos em busca de uma aceitação pelo corpo perfeito exigido pelo padrão de beleza imposto. Por isso é importante usar as redes de forma cuidadosa e evitarmos as ofensas e críticas pessoais, pois muitas vezes por trás de um aspecto ou uma aparência específica pode haver alguém deprimido, ou com problemas que podem ser agravados em função da reação ou comentário que às vezes deixamos em suas postagens.

As Redes Sociais Tem Que Acabar

Esse é um manifesto defendido por vários especialistas, gente que trabalhou e dedicou anos para desenvolver e criar ferramentas e tecnologias que iriam impactar a vida de bilhões de pessoas. Tristan Harris um especialista em desenvolvimento de tecnologia de comunicação nas redes, hoje roda o mundo falando sobre os impactos que as redes sociais causam na vida e na sociedade de maneira abrangente, as implicações que o alcance e o poder de persuasão dentro da política e da organização das sociedades, em especial em países de governos autoritários que controlam até mesmo o que seus cidadãos veem pelo celular e na TV. Mas certamente um dos comentários que mais me incomodaram foi o da professora e psicóloga Shoshana Zuboff, que comparou o uso das redes como um negócio proibido que deveria ser banido, tal qual a escravidão, a venda de animais selvagens e o trafico de drogas, para a especialista sair da internet não vai salva-lo, mas é preciso regulação e transparência, e o modelo que hoje utilizamos está matando nossa liberdade e nossa democracia.

Certamente esse não será o último apelo que veremos sobre o assunto, mas certamente o Dilema das Redes é um raio x profundo e perturbador sobre o tema, e por mais alarmante que pareça não é mais uma novidade. É claro que cabe a cada um de nós fazer a autocrítica e conversarmos uns com os outros sobre isso, principalmente com nossos familiares em especial nossas crianças e adolescentes que são mais vulneráveis e susceptíveis às influências externas, cuidar do nosso tempo, controlar o uso e o conteúdo acessado.

Pequenas ações que podem mudar nossos hábitos e nos tornam pessoas mais atentas e críticas com o que acontece nas redes e nas nossas relações pessoais.

 

 

Por Ricardo França

 

 


Veja Mais sobre O Dilema das Redes:

 


Faça parte de nossas redes sociais!

 

Instagram: https://www.instagram.com/cinegoiania/
Facebook: https://www.facebook.com/cinegoiania/
Twitter: https://twitter.com/cinegoiania/
Youtube: https://www.youtube.com/ch…tWiykFA

 









Gostou deste conteúdo?


Preencha seu Nome e E-mail abaixo para receber mais novidades do site

     




     

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *