Fúria Incontrolável – Acabando de Vez com a Fé na Humanidade
Compartilhar no WhatsApp

Fúria Incontrolável – Acabando de Vez com a Fé na Humanidade

Colunas, Notícia

Fúria Incontrolável – Acabando de Vez com a Fé na Humanidade

Quem é vivo sempre aparece, e depois de anos afastado das telas Russell Crowe (Gladiador / Uma Mente Brilhante) ressurge descontrolado e mais gordo do que nunca em Fúria  Incontrolável filme original do catálogo da Amazon Prime, um thriller que traz a tona o resultado  de mentes perturbadas pelo stress e infortúnios cotidianos de uma sociedade cada vez mais  indiferente e competitiva. Dirigido por Derrick Borte (Caminhos de Sangue) o filme foca em uma  situação desesperadora, fruto de um banal desentendimento, uma briga de trânsito que se  desdobra em um verdadeiro inferno na vida de uma jovem mãe e seu filho.

Calma Moço eu Só Buzinei 

Imagine que você esta dirigindo em uma cidade tomada por milhões de carros com  pessoas tentando chegar ao destino na mesma hora, e quando finalmente você vê uma brecha  pra sair do sufoco eis que surge na sua frente um motorista desligado, parado no sinal verde, o  que você faz? Aperta a buzina desesperadamente!? Errado! E é essa a premissa básica, o  estopim, só que naquela ocasião fatídica Caren Pistorius (Máquinas Mortais) e Gabriel Bateman  (Brinquedo Assassino) mãe e filho não sabiam que o motorista que estava parado no sinal era um  psicopata sedento de sangue e vingança. E como a maioria de nós quase sempre está tendo  mais um dia ruim, pode ser que haja alguém com um dia ainda pior.

Fúria Incontrolável – Acabando de Vez com a Fé na Humanidade
Devolve agora meu Iphone e pega de volta seu Motorola modelo flip

A situação tratada no enredo convence, pois é algo que poderia acontecer com qualquer  um. Mas depois de um tempo a história ganha contornos de sanguinolência e maldade gratuita,  com um vilão pouco trabalhado e por vezes vazio, por mais que a epidemia de raiva e descontrole que assola o mundo seja um pretexto convincente o enredo aproveita pouco o potencial de Crowe  e dispõe de pouco tempo para entendermos suas reais motivações. E o que segue é um jogo de  gato e rato pelas ruas da cidade, onde após a troca de telefones em uma rápida parada para  abastecer, coloca nas mãos do psicopata toda a agenda da mãe desesperada, que agora precisa  proteger não só o filho, mas também os amigos e a família.

Um Dia de Fúria (Nosso de Cada Dia) 

O enredo tinha todo um potencial para fazer desse filme algo perturbador, brutal e  coerente, talvez mais uns 30 minutos para desenvolver melhor a mente conturbada do vilão,  aproveitando e extraindo o máximo de Crowe, teríamos um sucessor digno do clássico Um Dia de  Fúria (1993) com Michael Douglas. O filme tem boas doses de tensão e angústia, mas se perde  em situações incoerentes e difíceis de engolir, e algumas vezes a atuação do vilão ganha ares de  Sexta Feira 13 com o cara aparecendo em todos os lugares e se dando bem em todas as  maldades.

No fim é um filme pouco inteligente e que proporciona um desânimo e nos faz perder  ainda mais a fé na humanidade, algo que definitivamente não precisamos nesse momento.

 

 

Por Ricardo França

 

 


Veja Mais sobre Fúria Incontrolável – Acabando de Vez com a Fé na Humanidade:

  • Saiba mais sobre o filme Mulher Maravilha 1984 – Um Filme Datado Repleto de Estereótipos Atuais. Clique aqui!
  • Saiba mais sobre o filme Liga da Justiça – O Legado de Zack Snyder. Clique aqui!
  • Saiba mais sobre o filme Raya e o Último Dragão. Clique aqui!
  • Saiba mais sobre o filme Enola Holmes. Clique aqui!
  • Saiba mais sobre o filme O Dilema Das Redes. Clique aqui!

 


Faça parte de nossas redes sociais!

 

Instagram: https://www.instagram.com/cinegoiania/
Facebook: https://www.facebook.com/cinegoiania/
Twitter: https://twitter.com/cinegoiania/
Youtube: https://www.youtube.com/ch…tWiykFA

 









Gostou deste conteúdo?


Preencha seu Nome e E-mail abaixo para receber mais novidades do site

     




     

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.